Aprender jogando

18.11.2017

     Toda semana o Grupo de Apoio à Pecuária Leiteira (UFLALEITE) realiza uma reunião dedicada exclusivamente aos trainees, alunos que estão no primeiro semestre do grupo. Muitos desses alunos estão também no início do curso superior e não tiveram contato com a produção leiteira. Por isso, a reunião dos trainees é focada em ensinar conceitos básicos e quem ensina são os membros mais velhos do grupo. O tema da reunião dessa semana foi período de transição e a presidente do grupo, Ana Flávia Morais, desenvolveu um jogo de tabuleiro para ensinar o conteúdo (veja na foto abaixo).

 

      Os alunos receberam material sobre o tema para estudarem antes da reunião e foram instruídos a levarem uma folha com anotações sobre o que estudaram. Na hora do jogo, as folhas eram recolhidas e os alunos divididos em dois times. O objetivo dos times é percorrer o tabuleiro todo, seguindo a orientação das setas, e responder uma pergunta em cada casa que pararem. Cada casa cobre um tópico específico sobre período de transição e possui uma carta de pergunta para cada time. O time soma pontos conforme a resposta dada à cada pergunta: 4 pontos se acertar totalmente na primeira chance, 3 se acertar parcialmente na primeira chance, 2 se acertar na segunda chance e 0 se não acertar nas duas chances. Após as duas equipes responderem, o "mestre do jogo" (nesse caso, a Ana) apresenta alguns slides com explicações e informações científicas sobre aquele tópico. O time que chegar ao final do tabuleiro com mais pontos vence o jogo.

          

         Além das casas com tópicos, existem duas casas "coringa", marcadas com um ponto de interrogação, nas quais os times podem pegar uma moeda de ajuda (as três bolinhas azuis a direita do tabuleiro na foto). A moeda retirada é guardada até o time sentir que precisa de ajuda em alguma pergunta, quando poderá utilizá-la. A moeda com uma lupa dá direito ao time de consultar as anotações que trouxeram de casa sobre o tema estudado. A moeda com a lâmpada dá direito a uma dica para ajudar na resposta. E, por fim, a moeda com um capelo dá direito à "ajuda dos universitários" e o time pode pedir ajuda aos membros mais velhos do UFLALEITE que estão assistindo ao jogo.

 

        Segundo Ana Flávia, a inventora do jogo, esse formato de reunião estimula a participação dos trainees. "Os participantes estavam muito motivados e, com isso, as discussões foram além das perguntas e do material que eu havia preparado, permitindo um aprendizado muito maior do que eu esperava". Os participantes do jogo também parecem concordar. "Forma divertida e dinâmica que facilitou o aprendizado!", comentou a trainee Bruna. Já Aline afirmou que "fica muito mais fácil de entender quando a gente interage". Parabéns Ana Flávia e UFLALEITE pela visão inovadora e focada no aprendizado! 

 

Marina

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • LinkedIn Social Icon

© 2017 por Marina Danes.

logo lattes.jpg